Número total de visualizações de página

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Relatório de Vida, Parte 1

Embrigado de alegria escrevo….
A vida é fácil se se luta por ela, se nos conhecêssemos e se a conhecemos. Quanto mais o tempo passa mais a vida se me revela, e mais me adapto a ela vergando-me humildemente à sua vontade indomável. Sei sofrer, e sei aproveitar os momentos bons. E saber sofrer é mais importante na vida prática do que saber aproveitar a vida boémia.

 Depressa a minha personalidade se altera esculpida pelos apanágios dessa minha realidade, e já não sou o mesmo João! Note na minha pessoa mais uma mudança de alma do que propriamente a mudança física previsível e esperada. Sempre olhei para mim com um olhar de sofrido orgulho por ser distinto, diferente, e por essa razão sempre acreditei que a minha metamorfose na vida adulta e na necessidade de ganhar dinheiro e sobreviver fosse também ela, distinta e diferente. Contudo não foi. Acabei por adaptar e colocar como meus, comportamentos que havia visto nos mais velhos e que observava que funcionavam, relacionando-se com uma vida feliz e saudável. De resto, passei a olhar muito humildemente os mais velhos, uma vez que a sua experiência de vida – às vezes o dobro da minha – lhes permite saber realmente qual é o comportamento mais indicado nos vários momentos da vida. 

(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário